top of page

150 anos de imigração italiana no Brasil é tema de canção da cantora Rosa Avilla


Neste último dia 21 de fevereiro marcou os 150 anos de imigração italiana no Brasil, e na mesma data, a cantora e compositora ítalo-brasileira Rosa Avilla lançou nas plataformas digitais o single Limatola Bella. A composição, feita em parceria com o pianista, compositor e também ítalo-brasileiro David Pasqua, é uma homenagem a todo esse contingente e suas famílias, que fizeram de São Paulo e de tantos municípios brasileiros, centros de cultura italiana no exterior.


A gravação traz instrumentos que fizeram parte da canção napolitana, tão cultuada pelos antepassados imigrantes, como o acordeom e o bandolim. Para isso, Rosa Avilla (voz) e David Pasqua (piano), estão ao lado dos músicos Toninho Ferragutti (acordeom), Ney Marques (violão e bandolim), e ainda de Edson Ghilardi (bateria) e Vinicius Almeida (baixo).


Filha de italianos, Rosa Avilla afirma que Limatola Bella “é uma declaração de amor às suas raízes de um jeito bem brasileiro!”. Com um recitativo no início, também muito próprio do italianismo e das óperas, evoca a saudade e conta que, através da música, o imigrante pôde retornar à sua cidade-natal, onde a cantora tem um show agendado em maio de 2024, durante uma breve temporada na Itália. Além de cantora e compositora, Rosa Avilla é médica atuante. Sua vocação para a música nasceu precocemente, por volta dos nove anos de idade e foi lapidada por conservatórios e professores de música erudita e popular. Na adolescência, apesar de convites, optou pela carreira na medicina, que a absorveu por anos a fio e a manteve afastada das apresentações. Mais recentemente, a música chamou-a de volta e hoje ambas as carreiras caminham paralela e harmoniosamente. Artista multifacetada, contabiliza três álbuns, vários singles, além de um projeto social e autoral infantil. Seu álbum de estreia é de canções italianas autorais.


0 comentário

Comments


bottom of page