top of page

'Agenda Tarsila' celebra centenário da Semana de Arte Moderna e vira documento histórico


arte : divulgação


Desde o seu lançamento em 01 de setembro de 2021, a "Agenda Tarsila" se tornou um guia completo e dinâmico sobre o movimento que revolucionou a cultura do País e ainda ecoa no cenário artístico atual. Além de acompanhar toda a programação do centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, a plataforma apresentou, inovou e eternizou a história dos grandes artistas e os reflexos de suas obras para as novas gerações ao longo de 15 meses. O vitorioso projeto, agora chega ao fim e cumpre a sua missão, valorizando a memória do movimento, dos artistas envolvidos e deixando à disposição de estudantes, professores e toda a sociedade um acervo gratuito, diverso e exclusivo sobre o movimento.


O projeto - criado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa e gerido pela Organização Social Amigos da Arte - inovou ao disponibilizar centenas de conteúdos pelas redes sociais (Instagram, Twitter, Facebook, TikTok e Youtube). O objetivo era envolver as novidades sobre o centenário em diversas linguagens e movimentos artísticos como uma forma de atingir os mais variados públicos, em especial aqueles que usam as mídias sociais para se informar, entreter. E, claro, aprender.


Foram 105 entrevistas com artistas e pensadores como Danilo Santos de Miranda, Elisa Lucinda, Silviano Santiago, Meno Del Picchia, Sylvia Malfatti, Tarsilinha do Amaral, Elisabeth Di Cavalcanti e Ruy Castro. Eles levaram aos apaixonados por arte moderna detalhes históricos, análises e curiosidades sobre a vida e a obra de quem esteve envolvido com a ocasião.


Pelas redes sociais, a plataforma alcançou um público variado ultrapassando a marca de dois milhões de engajamentos a partir de interações, posts, lives e stories. Foram conteúdos diversificados sobre artes visuais, literatura, dança, cinema, moda, arquitetura, entre outros temas que contaram o modernismo em sua essência.


0 comentário

コメント


bottom of page