top of page

Bienal de Arte Digital apresenta instalação artística ‘Livelyyy’ no RJ


Créditos: Rynnard Milton


Um painel monumental que mescla arte gráfica, realidade aumentada e experiência de videogame. E, para desvendá-lo, será necessário um smartphone. Assim é “Livelyyy” – uma criação do artista francês Guillaumit, acompanhada e produzida por Electroni[k] e coproduzida pela Bienal. Pela primeira vez no Rio de Janeiro, depois de passar por São Luís, Recife, Belo Horizonte e Porto Alegre, a instalação estará disponível ao público a partir da quarta-feira, 14 de dezembro até 22 de janeiro na Bienal de Arte Digital, no Oi Futuro, no Flamengo.


“Livelyyy” é uma obra imaginada por seu criador como uma exposição plural sobre a relação entre os seres vivos. Trata-se de um painel monumental que mescla arte gráfica, realidade aumentada e experiência de videogame. A interatividade entre a obra e os espectadores se dá através de um jogo em realidade aumentada, que os leva a um universo 3D abundante, povoado por uma multiplicidade de espécies interdependentes, entre animais, insetos, organismos vivos e micróbios. Os smartphones dos visitantes funcionam como microscópio, que revela o invisível e mostrará a riqueza desse ecossistema.

O autor, Guillaumit, é designer gráfico, ilustrador e diretor de filmes de animação. É reconhecido pelo uso de formas geométricas, cores vibrantes e personagens bem-humorados, que contam histórias entre o pungente e o ridículo. Já trabalhou em diversos projetos para empresas como a Sony e instituições como o Centro Pompidou. Atua na dupla multimídia Gangpol & Mit e no grupo infantil Carton Park. Suas imagens já foram exibidas em cidades como Paris, Londres, Tóquio, Barcelona, Holanda e Berlim.

A obra é uma criação de Guillaumit, acompanhada e produzida por Electroni[k], em coprodução com Amiens Métropole le Safran (Festival Digital Safra), o Théâtre de l'Éclat (Festival Noob) e com o apoio da Embaixada da França em Singapura e o Conselho Nacional de Arte de Singapura (Voilah! & Artsin your Neighbourhood), do Tétris (Festival Exhibit) e do Instituto Francês de Tóquio (Festival Digital Choc).


A vinda da obra ao país é uma iniciativa da Aliança Francesa Rio de Janeiro e da Embaixada da França no Brasil com o apoio do Institut Français. O patrocínio da Bienal de Arte Digital é da Oi, com incentivo da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e do Governo do Estado do Rio de Janeiro. A correalização é do Oi Futuro. A entrada é gratuita.

Mais informações:


Serviço:

2ª Bienal de Arte Digital do Festival de Artes Digital

Até 22 de janeiro de 2023

Centro Cultural Oi Futuro

Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo - Telefone: (21) 3131-3060

Dias e horários de funcionamento: Quarta a domingo das 11h às 20h

Kommentare


bottom of page