top of page

Brasil é o segundo país que mais consome reggae no mundo, de acordo com o Spotify


imagem: pixabay


No próximo sábado, dia 01 de julho, é comemorado o Dia Internacional do Reggae e segundo o Spotify, o Brasil é o segundo país do mundo que mais consome o estilo musical. De acordo com a plataforma de streaming, somente neste primeiro semestre deste ano, foram criadas mais de meio milhão de playlists, totalizando aproximadamente 9 milhões de seleções musicais do gênero.

Natiruts, Maneva, O Rappa e Armandinho estão entre os artistas de reggae mais escutados no Spotify no Brasil desde o início do ano. Suas faixas também dominam o TOP 5 de canções favoritas. São elas: Quero Ser Feliz Também - Ao Vivo, por Natiruts; Minha alma (A paz que eu não quero), por O Rappa; Seja Para Mim - Acústico, por Maneva; e Outra Vida, por Armandinho.

Bob Marley, cantor jamaicano responsável pela difusão do ritmo musical mundialmente, está na sexta posição entre os artistas de reggae mais escutados pelos brasileiros - no ranking mundial, ocupa a primeira posição.

Porém, a banda Alma Livre, formada por Alves, Naldinho, Chico, Paulo, Sabiá e Kleberson, e com quase 15 mil ouvintes mensais na plataforma de streaming, é a que mais cresce. No Brasil, a banda registrou um crescimento de 457% em streams de janeiro a junho. Em seguida, estão as bandas paulistas Caminho Suave e Tchagas com 281% e 280% de crescimento no mesmo período, respectivamente. Já entre os nomes internacionais que estão fazendo sucesso no Brasil, o destaque é Andrew Tosh com 310% de aumento em streams.

Confira abaixo os dados relacionados ao reggae no Spotify:


Países que mais consomem reggae no Spotify

Estados Unidos

Brasil

Argentina

Alemanha

Reino Unido


Artistas brasileiros de reggae que mais crescem no Spotify no Brasil em 2023

Alma Livre

Caminho Suave

Tchagas

Nação Nesta

Alma Djem


Artistas internacionais de reggae que mais crescem no Spotify no Brasil em 2023

Andrew Tosh

Prince Jammy

Dennis Bovell

10 Ft. Ganja Plant

Linval Thompson


0 comentário

Comments


bottom of page