top of page

Cerimônia de premiação do 9º Prêmio Grão de Música acontece em São Paulo


arte: divulgação


Nesta quinta-feira (08), será realizada a cerimônia de entrega do Prêmio Grão de Música, premiação que celebra a riqueza da canção brasileira com a missão de ampliar o olhar por todo o país, a fim de revelar ou destacar nomes que fazem diferença para a música. A cerimônia - que volta plenamente ao formato presencial, no emblemático Teatro Oficina - apresentará 15 premiados e premiadas. A entrada é gratuita.


A novidade deste ano fica para a homenagem a Elifas Andreato, o referenciado artista gráfico (falecido em março) que presenteou o PGM com sua obra desde a primeira edição - toda a identidade visual do Grão e a estatueta levam sua assinatura.


Todo o evento será uma celebração, um espetáculo com performances diversas, trazendo conceitos como clow (também em referência à obra de Elifas) com trupe circense, pintores atuando ao vivo e mais. A apresentação será de Katya Teixeira, com direção cênica do bailarino, ator e diretor Ciro Barcelos.


A canção brasileira é o foco do PGM, que seleciona os contemplados e completadas a cada edição pelo conjunto da obra, um reconhecimento atemporal de talentos e trajetórias.


De diferentes gerações, estilos musicais e representando 12 dos estados brasileiros, os 15 artistas a receberem o Prêmio Grão de Música 2022 são: Clodo Ferreira (DF), Doroty Marques (GO), Eliana Printes (AM), Elza Maria (RJ), Filipe Catto (RS), Joãozinho Gomes (AP), Júnior Almeida (AL), Léo Pinheiro (TO), Lívia Mattos (BA), Lydio Roberto (PR), Ná Ozzetti (SP), Ney Couteiro (GO), Tatiana Parra (SP), Thais Morell (PR) e Yvana Pacífico (AC).

Acompanha a premiação, a coletânea Grão de Música que completa este ano 10 álbuns lançados (considerando a coletânea inaugural, foram oito discos físicos, um digital em 2021), sempre com o registro de uma faixa da obra de cada artista contemplado. A partir de 2022, adota o formato de playlist disponível na plataforma Spotify. As capas da maioria das coletâneas foram assinadas também por Elifas Andreato, a capa 2022 é uma homenagem à sua memória. Todas estão disponíveis no site www.premiograodemusica.com.br

Socorro Lira, idealizadora e diretora do prêmio, compartilha o sentimento deste ano. “Esta edição do PGM, para mim, é uma das mais desafiadoras, principalmente pela ausência física de Elifas, um dos criadores do PGM, que caminhava conosco desde o início. Sentimos muito sua falta e faremos de tudo para honrar sua memória. Ele está em cada detalhe visual e em cada bom princípio que orienta nossa premiação. Nesta edição, nós o faremos presente, celebrando sua vida, obra, sua inestimável contribuição ao PGM e à música brasileira. Depois de dois anos nos arriscando a fazer a cerimônia online e ao vivo, felizmente retornaremos com o elenco premiado e o público presentes no monumental Teatro Oficina, que nos recebe mais uma vez", celebra.

O PGM 2022 é realizado pela Liraprocult, em parceria com o Instituto Economia ao Natural, que reúne um grupo de empresas da Nova Economia em apoio ao PGM: Metanoia - Propósito nos Negócios, Plasticoville, Futura Tintas, Doin Mancuso Advogados, Padaria Real, Volo Logística e Ets Teknosip. Além do apoio da Consolidar Diversidade, Grão - Alimentação Saudável e Teatro Oficina.

0 comentário

Comments


bottom of page