top of page

Dicas para fugir da ressaca das festas de fim de ano


Fotos: Divulgação


No fim de ano é natural que o consumo de álcool aumente entre aqueles que gostam de celebrar acompanhados de um bom trago. No entanto, independente da sua bebida de preferência - seja vinho, cerveja, uísque, vodca, coquetéis elaborados, entre outros - a pergunta que não quer calar é: o que fazer quando a ressaca bate no dia seguinte?


Uma primeira dica para evitar aquela ressaca do dia seguinte é beber moderadamente. Agora, se você é daqueles apreciadores que não conseguem parar em um copo só, é importante intercalar o consumo da bebida alcoólica de preferência com copos de água.


E se você esqueceu de tomar água ao longo da comemoração, uma boa tática é beber um generoso copo antes de dormir.


Não aplicou nenhuma das dicas, abusou e foi dormir? É provável que a ressaca lhe pegue de jeito no dia seguinte. Para isso, as nutricionistas Daniela Zuin e Eleonora Galvão, da Clínica Nutrindo Ideais prepararam uma lista com as melhores opções para se recuperar rapidamente.


Confira:


  • Já falamos dela, mas ela não falha. Beba muita água natural no dia seguinte:


O álcool é conhecido por desidratar o corpo, e isso causa os principais sintomas, como tontura, fadiga, vômito, febre, entre outros.


Para hidratar o organismo enquanto o álcool desidrata e exige uma alta metabolização pelo fígado, a sugestão é que a cada 350ml de bebida alcoólica consumida, deve-se acompanhar 100ml de água. Assim diminuímos os efeitos da intoxicação no organismo e intensa metabolização do nutriente álcool pelo fígado.


A água, por ser responsável pela hidratação ideal do organismo, previne os principais sintomas de desidratação, comumente presentes no dia seguinte, o dia da ressaca. Como por exemplo, dor de cabeça, tontura e fraqueza, além de boca seca.


Um cálculo base para a quantidade ideal de água para cada organismo é multiplicar o peso por 35ml. Por exemplo, um indivíduo de 60kg deve consumir no mínimo 1500ml de água por dia.


  • Água de coco:

Rica fonte de minerais e eletrólitos como o potássio, que ajuda a manter os líquidos equilibrados no corpo, ajudando no metabolismo. A água de coco é melhor que isotônicos esportivos.


A água de coco é riquíssima em nutrientes, composta por 95% de água, o que a torna excelente na função de hidratar o organismo, além de ter altas quantidades de nutrientes essenciais para manter o organismo e funções metabólicas em perfeito funcionamento.


Em comparação aos isotônicos, a água de coco apresenta 5 vezes mais a quantidade de potássio e quase 2 vezes mais a quantidade de magnésio, sendo nutrientes essenciais para prevenção de câimbras decorrentes da atividade. É uma ótima opção de bebida totalmente natural, capaz de repor rapidamente os sais minerais perdidos, além de agir reduzindo o estado de estresse do organismo, muitas vezes ocasionado pela intensa metabolização do nutriente álcool.


A perda de sais minerais durante a atividade pode piorar câimbras e também gerar fadiga excessiva, dores musculares, náusea, dor de cabeça, diarréia e em casos graves, convulsões. Portanto, repor água e sais minerais é crucial para um dia seguinte saudável, mantendo o estado de saúde do organismo.


  • Suco de laranja:


O baixo nível de Vitamina C causado pelo álcool faz com que o corpo fique mais suscetível aos efeitos da ressaca, além do baixo nível de açúcar. O suco de laranja pode ser a fonte perfeita para a melhora da condição.


Rico em vitamina C, alto potencial antioxidante, que contribui para melhor função hepática, e consequente metabolização do álcool. O fígado é um órgão essencial no processo de metabolização correto e também no processo de detox natural do organismo. Suco de laranja é ótima fonte de vitamina C, além de vitamina E, também antioxidante, e sais minerais, atuando na sobrecarga e processos que facilitam a desintoxicação desse órgão para que possa exercer suas funções com saúde.


A correta ingestão desses nutrientes e água, presentes no suco de laranja, vão agir na desintoxicação impedindo a formação dos radicais livres, protegendo as células do estresse oxidativo, gerando a correta recuperação do organismo pós bebida alcoólica.


  • Chá de gengibre e limão:


O gengibre ajuda muito na sensação de enjoo e o limão auxilia o fígado que está sobrecarregado por conta do álcool. O Zingiber officinale, ou popularmente conhecido como gengibre, é uma das plantas mais conhecida e utilizada no mundo todo. Em sua composição podemos encontrar alguns compostos importantes, como os fotoquímicos, os gingeróis que são responsáveis pelo seu gosto amargo e ardido característico e o 6-gingerol, sendo o componente mais ativo, que se destaca por sua atividade antioxidante. Por ser uma planta medicinal dentre outras funções hepatoprotetoras ajuda a relaxar o sistema gastrointestinal, aliviando os enjôos e as náuseas.


Citrus Limnium, ou popularmente conhecido como limão é uma fruta com excelente fonte de vitamina C, rico em polifenóis e carotenóides (violaxantina, luteína, criptoxantina, β-caroteno). É antioxidante, analgésico, e remineralizante. Muito indicado para quadros de afecções estomacais. Ao contrário do que pensam as pessoas, o limão em seu estado natural tem como princípio ativo o ácido cítrico, porém, quando entra em contato com o meio celular no interior do nosso corpo, comporta-se como um neutralizante da acidez interna. Ele equilibra o pH do sangue, deixando-o levemente alcalino beneficiando órgãos e sistemas, uma vez que a acidez do sangue destrói as células. Por potencializar a capacidade metabólica dos órgãos excretores, promove limpeza e desintoxicação de todo o corpo, principalmente do fígado e da vesícula.


  • Suco de beterraba e abacaxi:


Também pelo desgaste do fígado, é importante consumir nutrientes antioxidantes, e a betaína é um composto anti-inflamatório presente na beterraba. Já o abacaxi é fonte de Vitamina C.


A beterraba é um alimento bom para o fígado, devido a sua composição rica em nitrato e antioxidante, como as betalaínas, que contribuem para a redução do dano oxidativo provocado por radicais livres e a inflamação das células do fígado. A raiz é uma das principais fontes de fibra e vitaminas do complexo B (incluindo B1, B2, B5, B6 e B9), que é possível incluir na alimentação de diversas formas. Com o valor calórico bem baixo, ela possui ação anti-inflamatória, diurética, digestiva, desintoxicante natural e purificadora do sangue.


O abacaxi possui uma potente enzima chamada bromelina ajudando a desobstruir o fígado do acúmulo de gorduras e toxinas. Uma das melhores coisas que você pode fazer para o seu fígado é manter o peso ideal e manter seu organismo hidratado.


A combinação de beterraba com abacaxi, por exemplo, é ótima para fortalecer a imunidade e também funciona como bebida detox - ou seja, ajuda a limpar o organismo, sendo ótima para iniciar o dia.

0 comentário

Comments


bottom of page