top of page

E lá vamos nós de novo: existe limite para o humor? Gkay, jogou aonde?

Atualizado: 28 de dez. de 2022

por Piero Rossini



Foto: google


Estava navegando pelas notícias de hoje e me deparei com uma polêmica. Ai vocês me perguntam: A Guerra da Ucrânia acabou? Bolsonaro achou a cura do câncer? Os robôs resolveram contra-atacar? Finalmente achamos vida extraterrestre? Não, nada disso. Era apenas a Gkay (aquela mesma da Farofa) criando um baita fuzuê por causa de uma piada do Fábio Porchat (ela ficou ofendida). Vejam aqui.


Advogado Paloma diria: esse é um tema muito polêmico, Brasil!


Quando eu vi essa notícia eu pensei: "Qual que foi a merda que um dos maiores comediantes dos últimos tempos fez?" Pensei logo em uma piada da boa!!!!! E vamos ser sinceros, o Porchat é um dos melhores humoristas do Brasil.


Vamos aos fatos. A Gkay disse que ficou muito chateada e ofendida (disse que acabou com o seu Natal) porque o Porchat deu a entender durante uma homenagem a Jô Soares, no palco de Luciano Huck, domingo (25), que Jô "preferiu nos deixar" a entrevistar Géssica. Alguém avisa ela que foi uma piada - muito boa por sinal - em referência à sua entrevista viral no programa de Tatá Werneck (considerada fraca, tumultuada, sem graça).


Agora, eu acho o drama da Gkay totalmente desnecessário. Tem a comédia boa e a ruim. Pode ser que piadas consideradas "pesadas" são as ruins. Ou não... (no melhor estilo Cléber Machado) Mas uma piada pode ser considerada uma injúria, um crime? Mas é uma piada. Me ajudem aDevogados de plantão. Me ajude, Advogado Paloma!!!


Ao que tudo indica, o que não pode é fazer piada com ela (Gkay). Pode isso, Arnaldo? @oboleiro diria: jogou onde Gkay para causar desse jeito?


A rainha da Farofa - um evento que tem todos os predicados para virar piada - dar um chilique ou seria xilíque, desses? Tem dark room, tem o Tirulipa como convidado, tem de tudo e para todos. Inclusive, teve a própria vestida de balão. É um celeiro de piadas, um armazem de chacotas e nem vou entrar no mérito se é bacana ou não. Alias, a Gkay tem todo o direito de ficar p...da vida. Mas criar esse tumulto, me parece mais um ataque de pelanca. Daqueles de quem acha que está em um patamar diferente. Sabe? Mas qual patamar é esse? O que se fala por ai é que Géssica abusa das crises de estrelismo.


A verdade é que todos nós podemos virar piada. E quando a pessoa é pública, as chances aumentam em 1000%. O Fábio Rabin, outro fera da comédia, ficou louco no Catar, foi levado a uma salinha de desintoxicação, achou que estava sendo interrogado pelo serviço secreto, fez uma live no Instagram completamente alcoolizado e virou manchete de todos os sites do Brasil. Resultado: virou material de humor para todos os humoristas do país. E no fim, fez piada com ele mesmo contando o relato do ocorrido no seu próprio show. Todo mundo riu e acabou.


A imitação do Galvão Bueno por Marcelo Adnet durante a Copa também é um exemplo de piada de sucesso. Outro tipo de zoeira, mas que se enquadra nas potenciais causadoras de chororô. Eu achei é muito boa e assisti milhares de vezes. Galvão foi a público, entrou na brincadeira, tirou onda com o Adnet e a vida que segue.


Parece que no mesmo "Domingão do Hulk", Paulo Viera (outro talentoso comediante) também foi "condenado" pelos simpatizantes da "Família tradicional brasileira", aquela mesma de revolver na mão e a bíblia na outra. Tudo isso porque fez uma piada com Luciano Hang (conhecido como véio da Havan). Os seguidores de mito ficaram bravos com o comediante. Disse Paulo: "Chorei quando o Velho do Rio (personagem de “Pantanal) morreu. Eu fiquei revoltado. Que Deus é esse que leva o Velho do Rio e deixa o ‘Veio’ da Havan?”


Mais uma piada digna de premiação. Até porque o "véio da Havan" é uma piada pronta e quando alguém consegue ir além usando a sua icônica imagem, só nos resta aplaudir e rir muito.


Mas voltando ao Porchat. Ele é definitivamente um gentleman. Foi lá, mandou mensagem para a Gkay e se explicou. Rafinha Bastos um dia disse: "era só uma piada, não vou me desculpar." Porchat seguiu a cartilha da contenção e gerenciamento de crises. Acho que nem quando os maravilhosos vídeos do Porta dos Fundos criavam e ainda causam um rebuliço com os moralistas e chatos homens de fé by Pix - evangélicos, católicos, ortodoxos, etc - ele fez isso.


Assistam o vídeo:




Alias, uma dica de entretenimento é um dos últimos vídeos do canal sobre os diferentes tipos de "Jesus". Vale a pena. Quem quiser curtir acesse aqui.


O que eu sei é que se depender de mim, as piadas devem ser livres. Se sentiu atacado, o melhor remédio é rir. Se entender que vale consultar o amigo aDevogado, vai na fé!!!


Se sentiu constrangido, ri que passa!


Essa é uma coluna de opinião e não representa ou expressa a opinião da Coligadas Cultural



1 comentário

1 Comment


Texto maravilhoso Piiii! Vida de humorista não deve ser fácil! Cada dia mais difícil criar conteúdo bom sem ser processado! Sou a favor das piadas livres!

Like
bottom of page