top of page

Festival "Rock The Mountain" anuncia line-up 100% feminina para edição comemorativa de 10 anos



Com mais de 50% dos ingressos vendidos antes da virada do ano, a edição comemorativa de 10 anos do "Rock The Mountain" que acontece em novembro (dias 5 e 6 e 11 e 12), acaba de anunciar o seu line-up. E pela primeira vez, um festival brasileiro terá 100% das suas atrações formada por mulheres. O evento, que no ano passado atingiu a marca de 80 mil pessoas na sua edição de novembro, promete ser ainda mais completo e terá mais de 100 atrações divididas em 8 palcos. Os ingressos podem ser adquiridos aqui.

O line-up foi criado em parceria inédita com a WME (Women’s Music Event), plataforma que desde 2017 atua em âmbito nacional com o intuito de aumentar a representatividade feminina no ecossistema da música. A consultoria também abarca a criação de ações dentro do festival com o objetivo de aumentar a participação das mulheres nas áreas técnica e de produção.


Um programa de mentoria para novas técnicas de PA e de monitor irá contemplar 5 vagas de estágio para profissionais que se inscreverem no programa, cuja mecânica será anunciada em breve. Com a garantia de um alto número de mulheres em diversas frentes, o "Rock The Mountain" ganha a chancela do selo "Igual", concedido pela WME a iniciativas que tenham pelo menos 50% de mulheres, pessoas trans e não-binárias em suas equipes e palcos.


“A cada ano, vínhamos aumentando a participação feminina no festival, dando mais protagonismo tanto nos palcos quanto na hierarquia do line-up. Para a edição de 2023, já tínhamos definido colocar somente mulheres em todos os palcos, e quando conseguimos fechar Marisa Monte, Maria Bethânia e IZA, tivemos ainda mais essa certeza”, conta Ricardo Brautigam, sócio-criador do festival.


O line-up


O desenho curatorial levou em conta a diversidade regional, racial e de estilos musicais. A pluralidade de narrativas nos palcos será engrandecida por uma área de talks, que se inaugura este ano no RTM e passará a ser fixa na programação nas próximas edições.


“A gente gosta de quebrar barreiras, como aconteceu quando criamos a praça de alimentação 100% vegetariana. Somos um festival que não tem fogos, por causa de animais e pessoas sensíveis a ruídos, também somos carbono neutro e estamos rumando para ser lixo zero”, conta Brautigam.

O festival que reúne música, arte, diversão, estilo, gastronomia e sustentabilidade em meio à natureza, em Itaipava, no Rio de Janeiro, escalou poderosas headliners para seus três grandes palcos (Estrela, Floresta e Magolab). Entre elas: Marisa Monte, Maria Bethânia, Iza, Maria Rita, Alcione, Gaby Amarantos, Daniela Mercury, Sandra de Sá, Margareth Menezes, Majur, Dona Onete, Karol Conka & MC Carol, Preta Gil, Marina Sena, Paula Toller, Katu Mirim, entre outras.

Nos palcos "Magic Disco" e "Fervo", DJs da novíssima geração se misturam a nomes que vêm construindo a cena há anos para trazer um clima de festa sem hora para acabar para a montanha. Entre as confirmadas estão: Valentina Luz, Marta Supernova, Lys Ventura, Iasmin Turbininha, Tamy, Pathy de Jesus, Tata Ogan, Kenya 20Hz, entre muitas outras.


O palco "Roda de Samba", sucesso da última edição do RTM, em novembro passado, trará este ano para as tardes do festival o talento dos grupos femininos "Só Damas e Samba que elas Querem". Os ingressos para os dois finais de semana estão à venda on-line.


Sustentabilidade, gastronomia vegetariana e diversas experiências de entretenimento

Tendo a música como mote principal, o RTM ainda reúne experiências de entretenimento, com atrações como Roda Gigante, Tirolesa, Balão e Bungee Jump, além de gastronomia comprometida com a sustentabilidade. Destaque para uma praça de alimentação 100% vegetariana que estreou no ano passado e gerou, de acordo com os realizadores, uma economia aproximada de 100 milhões de litros de água, caso houvesse consumo de proteína animal ao longo dos quatro dias de evento. Já a emissão de carbono para a produção seria o equivalente a 2 milhões de quilômetros rodados.


O festival também é um dos pioneiros em acessibilidade no Brasil, contando com tradutores de libras nos palcos, áudio descrição nos bares, praça de alimentação e shows, além de veículos elétricos para garantir a mobilidade de PCDs.


Nas próximas edições, o festival se compromete em manter a coerência de equidade assumindo um compromisso de ter pelo menos 50% das artistas mulheres e pessoas trans e não-binárias. “O line-up 100% feminino é uma ação para fazer as pessoas refletirem e não será uma ação pontual”, promete Brautigam.


Serviço:

ROCK THE MOUNTAIN

Datas: 04 e 05 e 11 e 12 de novembro

Local: Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes - Itaipava, Petrópolis, Rio de Janeiro

Ingressos: Sympla

Programação e informações completas no site oficial do festival




0 comentário

Comments


bottom of page