top of page

Série “Gre-Nal - o maior clássico da América” - começa a ser filmada em Porto Alegre


Crédito: Giros Filmes/Divulgação


Grêmio x Internacional, mais conhecido como GreNal, uma das maiores rivalidades do futebol mundial, vai virar série documental. O início das gravações será neste domingo, 5 de março, durante o confronto das duas equipes pelo Gauchão, na Arena, casa dos gremistas, em Porto Alegre.


Intitulada de “Gre-Nal - o maior clássico da América”, a série é uma coprodução da Giros Filmes e a gaúcha Panda. Com direção de Belisario Franca (Giros) e Beto Rodrigues (Panda), o documentário vai investigar os motivos que constroem e renovam a centenária rivalidade entre Grêmio e Internacional.


A série terá oito episódios de 50 minutos e deve ser exibida em uma grande plataforma de streaming. O ponta pé inicial será gravado na concentração dos times, com o acompanhamento da rotina pré-jogo, o trajeto até o estádio e o ambiente do vestiário. Durante a partida, as equipes de produção farão a captação de imagens e depoimentos, registrando todos os momentos do clássico.


“O Gre-Nal é um dos maiores clássicos de todos os tempos, disputado entre dois clubes com enorme relevância no cenário mundial. A série vai abordar essa rivalidade saudável e mostrar as várias faces desta cultura Gre-Nal”, afirma um dos diretores da série, Belisario Franca.


Para o codiretor Beto Rodrigues, o papel da produção é registrar este traço tão significativo da cultura do Rio Grande do Sul. “O Gre-Nal é um dos nossos principais ativos culturais e faz parte da identidade do povo gaúcho. Queremos registrar a grandeza e o alcance dessa rivalidade, além de investigar como ela acontece”, ressalta.

Em um camarote da Arena, a convite das produtoras e com o apoio da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), personalidades ligadas ao universo Gre-Nal, bem como apoiadores do projeto, acompanharão o confronto.


“Essa é uma oportunidade única para marcas se conectarem com a paixão do brasileiro pelo futebol e, em especial, com o Gre-Nal, que já é patrimônio imaterial do futebol brasileiro” completa o CEO da Giros, Maurício Magalhães.



0 comentário

コメント


bottom of page